Primeira impressão de Frankle sobre a Orféa na BlizzCon 2018

Na sexta-feira, o Hall B do Anaheim Convention Center estava cheio de jogadores e fãs de Heroes of the Storm. Vivas e aplausos explodiam perto do palco enquanto HeroesHearth Esports e Team Liquid estavam terminando uma primeira partida bastante tensa, mas Jeong “Frankle” Jae-Yeop, da Miracle, estava concentrado em outra coisa: uma pausa na própria preparação para as Finais do HGC para testar a mais nova heroína do Nexus, Orféa.

Herdeira de Paço dos Corvos, Orféa é a primeira heroína a nascer no Nexus. Esse novo rumo, de heróis nativos do próprio jogo, deixa Frankle empolgado: “Heroes of the Storm é o meu primeiro jogo da Blizzard. Não conheço muito bem as outras franquias.”

divider_sml.png

Orphea%20Q.png

Na área da demonstração, os outros nove jogadores não tinham como saber que estavam jogando com um assassino lendário, que ajudou sua equipe a derrotar os atuais campeões, Gen.G, duas vezes na Fase 2. No primeiro jogo com Orféa, Frankle tendeu para talentos que reforçavam a habilidade Q da heroína, Valsa das Sombras. Ao acertar um inimigo com esse ataque, a recarga passa a dois segundos e Orféa pode avançar uma pequena distância. 

“Se você souber usar bem tiros de habilidade, Valsa das Sombras vai ser muito útil, porque você pode usar de novo em dois segundos e se colocar sempre em uma posição melhor”, disse Frankie.

divider_sml.png

Orphea%20R1.png

Com uns seis minutos de jogo, Frankle ficou mais confortável com Orféa, adotando um posicionamento ainda mais agressivo e abatendo adversários a torto e a direito. No nível 10, Frankle escolheu a habilidade heroica Banquete Eterno, um ataque que atinge uma área extensa e se repete a cada segundo se um herói inimigo for atingido. Ele a testou sozinho contra quatro heróis inimigos e, embora não tenha saído vivo, a habilidade atingiu mais de dez vezes, diminuindo a vida da equipe adversária.

“Eu escolhi essa habilidade porque fiquei bem interessado depois de ver um vídeo hoje mais cedo”, explicou. “O tamanho é muito bom.”

divider_sml.png

Orphea%20E.png

Quando tudo se encaixou, não houve como deter Frankle e sua equipe aleatória de fãs de Heroes of the Storm. Ele usou bastante a habilidade E de Orféa, Onda de Pavor, para retardar inimigos e persegui-los, forçando-os a sair da trilha. A equipe venceu o jogo de demonstração e Frankle liderou no dano causado. Ele saiu do teste empolgado por ter outra assassina para usar.

“Eu gosto mesmo da Valsa das Sombras dela porque você pode usar para evitar heróis inimigos”, comentou. “Acho que ela vai ser uma heroína muito boa porque pode incomodar muito como maga. Você pode importunar outros heróis na trilha. Mas eu ainda preciso jogar mais com ela para entender melhor.”

divider_sml.png

Testar mais com certeza vai ajudar Frankle a se acostumar com a especialização Caos Ilimitado. Ela dá a Orféa uma aplicação de Caos toda vez que uma habilidade dela causa dano a um herói inimigo. Você pode acumular até três aplicações de Caos, e o ataque básico seguinte de Orféa causa 50% a mais de dano por aplicação, gastando todo o Caos no processo. Além disso, a heroína se cura em 100% do dano que o ataque básico reforçado causa, proporcionando a ela uma forma única de cura pessoal.

De acordo com Frankle: “A autocura vai ser muito importante para uma assassina, mas há prós e contras em relação a só causar dano.” Ele conseguiu permanecer nas lutas por muito mais tempo graças a essa forma extra de cura, o que prolongou sua capacidade de perseguir heróis e finalizar lutas. No entanto, é claro que isso pode ser punido por jogadores que consigam perceber quando um assassino foi longe demais.

Antes de voltar a se preparar para as quartas de final da Miracle contra a Tempest, Frankle especulou sobre quais heróis podem ter bom entrosamento com Orféa. “Maiev ou Leoric”, explicou. “Habilidades que puxam outros heróis. Por exemplo, o Sepultar do Leoric ou o Vínculo Umbrático da Maiev.” Esse controle coletivo vai ajudar a preparar combos com Orféa e permitir que ela maximize o próprio dano.

Falando no Leoric, eu ainda espremi uma última pergunta sobre o mais novo visual do Rei Esqueleto. Frankle relaxou e deu um risinho: “Eu adorei. Quero muito experimentar o visual do Leoric Faxineiro!”

divider_sml.png

Há muitas mudanças a caminho do Nexus, e você pode ver o resumo delas no site de Heroes of the Storm. De quebra, todo mundo que tiver comprado um ingresso físico ou virtual para a BlizzCon vai levar Orféa na faixa. Cuidado com essa assassina extremamente ágil quando ela chegar ao Nexus dia 13 de novembro!